2ª Sessão – Vila Rica

♠ 17 a 19 de maio de 1650 – viagem

20 de maio – viagem

Pernoite em Vila da Cachoeira.

♠ 21 de maio – viagem

Durante a viagem, o grupo nota que volta e meia eles ouvem o rugido de uma onça, e que isso vem ocorrendo há dias.

[Nota do Mestre: são as onças pelo caminho saudando o sacerdote jaguar, que segue a bandeira.]

♠ 22 a 26 de maio – viagem

♠ 27 de maio – Vila Rica

Chegada em Vila Rica no meio da tarde. A bandeira acampa do lado de fora e alguns vão à vila para comprar mantimentos. Apesar da hospitalidade, notam as pessoas meio tensas, desconfiadas.

Ficam sabendo que algumas pessoas desaparecem durante a noite e voltam pouco depois  sem se lembrar de nada, como se nada tivesse acontecido.

A noite se passa tranquila, mas um bandeirante desaparece ao amanhecer. Fernão designa a lança do Capitão Cristóvão para investigar. A bandeira os aguardará no Forte Albuquerque, mas não por mais de três dias.

A lança não é composta somente pelo grupo de jogadores, mas também por mais alguns bandeirantes e uns índios.

♠ 28 de maio – Vila Rica

Durante o dia, eles nada descobrem. Decidem ficar de tocaia durante a noite.

Enquanto esperam a noite cair, ouvem mais uma vez o rugido da onça.

Descobrem uma caixa pertencente ao Capitão Dias. Dentro dela há uma carta em castellano e um anel, igual ao encontrado na hospedaria.

Depois das 22h, um pequeno grupo de moradores partem com tocha para as montanhas.

Após uma hora de caminhada, chegam a um platô onde o corpo do bandeirante se encontra amarrado no chão. Os habitantes parecem zumbis.

Enquanto espreitam na floresta, são atacados por um grupo de cães-da-meia-noite.

Quando se livram deles, veem que há um caldeirão na clareira e que se preparam para um ritual. Mais acima, um homem branco, com pinta de bruxo, parece organizar tudo.

Aruana tenta acertar uma flecha, mas esta o atravessa. A imagem (uma ilusão) gargalha, e o caldeirão é derramado, fazendo surgir uma nuvem de fumaça. Depois disso, o bruxo desaparece.

Ninguém percebe o vulto correndo montanha acima e ninguém pensa em procura-lo. Em vez disso se atracam com os “zumbis”, que na verdade não oferecem perigo. Serviram apenas para distrai-los.

Depois de um bom tempo sem saber o que fazer, resolvem procurar montanha acima, e acabam achando rastros.

Capitão Cristóvão e os outros bandeirantes ficam no platô cuidando do bandeirante raptado e dos moradores “zumbis”.

Subindo a montanha, eles veem uma enorme procissão de tochas partindo da vila em direção às montanhas. Seguindo, chegam a um platô lodoso do qual se ergue um morto-vivo, que não tem a menor chance contra o grupo.

Acabam chegando a uma caverna. Todos entram. Uma vez lá dentro, a caverna se enche de trevas. Desnorteados, começam a ser atacados por mauarís e pelo feitiço “Criar dor intensa”.

Após passarem dificuldades, conseguem sair da caverna. Mas a treva dentro dela permanece. O bruxo, para escapar, conjura um Anhangá. Enquanto ele ataca, o Bruxo tenta fazer “Criar dor intensa” de dentro da caverna. Quando as duas primeiras aparições do Anhangá são rechaçadas, o Bruxo começa a fazer Metamorfose para virar um falcão. Ele sai voando na mesma hora em que eles matam o Anhangá. Rocha vê o pássaro se afastando.

Apesar de ser quase impossível acertá-lo (distância, noite escura, alvo pequeno em movimento), Rocha acerta um tiro com seu mosquete (01 no d100) e estraçalha o bruxo.

Dentro da caverna encontram várias poções. De repente surge o Diabo. O bruxo havia feito um pacto com ele. Como eles o derrotaram, o Diabo os consideram um bom desafio e promete voltar mais vezes.

O bruxo estava controlando a mente dos moradores de Vila Rica. Uma vez morto, todos se veem livres do feitiço.

O grupo parte na manhã seguinte.

The URI to TrackBack this entry is: https://cheibub.wordpress.com/2016/03/04/2a-sessao-vila-rica/trackback/

RSS feed for comments on this post.

One CommentDeixe um comentário

  1. […] 2ª Sessão – Vila Rica […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: