20ª Sessão – Yagua-ron

♠ 12 de setembro de 1650 – viagem

Saem da vila e seguem viagem.

♠ 13 de setembro – viagem

Eles seguem viagem margeando o rio. De repente todo o chão treme e o barranco em que se encontram desaba sobre o rio. Nesta, muito da munição se estraga e as armas ficam imprestáveis por um tempo.

De repente, um enorme e descomunal peixe ergue-se das águas: é o Yagua-ron. Ele ataca o grupo e acaba ficando com Aruana na boca. Começa a sufoca-la e sugar-lhe o pulmão.

Kunta atira bolas de fogo, Tendresse evoca um anjo protetor. Enquanto o anjo não chega, Aruana tenta sair da boca da criatura, mas perde os sentidos. Quando se encontra praticamente morta, o anjo consegue abrir a boca do bicho e tirá-la lá de dentro, dando-lhe cura logo em seguida. Mesmo assim, Aruana ficará com problemas de respiração e fôlego curto por meses.

[Nota do Mestre: na verdade, era pra Aruana ter morrido. Só que eu havia decidido pegar um pouco leve com o grupo após o trauma da morte de Tiza. Só voltaria à carga com Almagro. O peixão era uma distração, como a Casa Viva. Só que a jogadora conseguiu rolar três falhas seguidas!!! Quem faz isso?  Kunta errou suas bolas de fogo e os demais ficaram preocupados em usar magia na frente do padre. O grupo ficou tão nervoso ante a morte iminente de Aruana que eu fui atingido por uma garrafa PET de guaraná (felizmente vazia). Creio que ISSO me influenciou a dar uma acochambrada e permitir que o anjo chegasse a tempo de salvar Aruana.]

♠ 14 de setembro – viagem

Sem incidentes. O grupo segue mais lento por causa de Aruana.

♠ 15 de setembro – viagem

O dia passa sem problemas. À noite, novamente um fogo é visto na colina. Mas desta vez se aproxima. É um Nhandutatá (uma ema de fogo). Acaba não sendo páreo para o grupo, que a derrota sem problemas.

Tendresse, preocupada com o futuro de tereza, tenta saber sobre o seu passado. Tereza fica assustada e tenta fugir, mas é convencida do contrário. Tendresse, apesar de transtornada, consegue acalmá-la. Mas esta noite Tereza dorme com Nahuapy. Tendresse acha que a vida que eles têm não é ideal para uma criança.

♠ 16 de setembro – viagem

Domingues, preocupado em estarem sendo seguidos por causa de Tereza, transforma-se em pássaro e faz um reconhecimento aéreo. Vê casas esparsas, camponeses, vacas e três homens a cavalo (que são homens de Almagro, mas não lhes dá importância).

♠ 17 de setembro – viagem

Eles acampam num matagal. Nesta hora, são atacados pelos mercenários. São muitos, e são pegos de surpresa, pois o ataque é feito ainda durante o dia.

Bantô repete o truque do nevoeiro, mas isso atrapalha ambos os lados. Ajuda Nahuapy, que se transforma em onça e se guia pelo faro, pegando os mercenários de surpresa. Domingues acaba usando a mesma tática e salva Montenegro na hora exata.

Kunta não tem a mesma sorte. Quando Kunta é abatido, Aruana não consegue ver se quem ficou em pé é o inimigo, e não atira. Kunta recebe o golpe de misericórdia.

O grupo vence a batalha. Mas quando a névoa desce, encontram Kunta. Rocha promete vingança.

Kunta é enterrado. Na verdade ele não morreu. Graças ao cordão do índio da Cidade Sagrada, ele entra em torpor. Mas é enterrado e só dias mais tarde um pajé sente a vibração debaixo da terra e desenterra Kunta. Após um longo trabalho de recuperação, Kunta volta a si, mas o choque lhe tira toda a memória.

O grupo não tem como saber disso. Kunta viverá com os índios durante meses até resolver partir em busca de sua identidade.

[Nota do Mestre: a morte de Kunta foi um erro meu. Como o personagem virou NPC, o jogador não tinha como me lembrar do amuleto. Só 5 sessões depois, quando Rocha precisou do amuleto (e o jogador lembrou), é fomos nos dar conta que Kunta não poderia ter morrido naquele dia, pois o amuleto o protegeria do golpe fatal. Então criei esses desenlace para o personagem. Muitas sessões mais tarde, inseri imortais no jogo e passei a considerar que Kunta também era, e por isso o amuleto não havia sido ativado, pois o golpe de misericórdia não representava de fato uma ameaça a sua vida.]

The URI to TrackBack this entry is: https://cheibub.wordpress.com/2016/03/12/20a-sessao-yagua-ron/trackback/

RSS feed for comments on this post.

One CommentDeixe um comentário

  1. […] 20ª Sessão – Yagua-ron […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: