OS FRANCISCANOS

A Ordem de São Francisco cultua a pobreza, a simplicidade da vida e defende os nativos contra a exploração dos colonos. Foi a primeira ordem a sair em busca do povo levando a palavra de Deus. Criada no início século XIII, os Franciscanos eram inicialmente itinerantes e v estiam hábito cinza. A Ordo Fratrum Minorum se dividiu, então, em cinco ramos.

Ordem dos Frades Menores Observantes: são os Franciscanos propriamente ditos, de hábito castanho e capuz curto, continuação direta da ordem original. Em sua origem, os Franciscanos eram a ordem com maior presença de sacerdotes com Poder Divino, mas isso foi mudando nos últimos trezentos anos. Hábito: túnica cinza, capuz destacado e curto.

Ordem dos Frades Menores Conventuais: são os Franciscanos que vivem em conventos construídos dentro das cidades ou próximos a elas. Seus membros vêm de todas as camadas da sociedade para viver em fraternidade. A vida itinerante havia colocado em risco a vida dos frades, de forma que a ordem decidiu se tornar mais estável. Estabelecendo-se nas cidades, os frades ficavam mais próximos do povo, dedicando-se à vida pastoral. Os conventos surgiram no final da vida de seu fundador, mas a divisão oficial em dois ramos ocorreu cerca de 25 anos depois. Os Franciscanos Conventuais desenvolveram uma técnica de uso coletivo do Poder Divino. Nenhum deles realiza encantos individualmente, apenas por meio dos ritos coletivos. Hábito: túnica cinza, com capuz destacado e arredondado.

Ordem dos Frades Menores Capuchinhos: criada no início do século XVI, são mais conhecidos como Capuchinhos. Eles são pregadores não enclausurados, vivem como eremitas e muitos usam barba. A começar pelas vestes, acreditam estar restaurando as regras originais de São Francisco de Assis, uma reforma dos Franciscanos Observantes. Hábito: vestem túnica castanha, capuz alongado, pontudo e costurado na gola da túnica, que dá origem ao nome da ordem.

De fato, a ordem original não demorou em se afastar da ideologia de seu fundador. Luxo e posses passaram a ter lugar entre os seus líderes. Os Capuchinhos, fiéis aos valores da pobreza, só não são incomodados pelos demais por possuir muitos frades com Poder Divino. Assim sendo, o Geral da Ordem se limita a afastá-los dos centros urbanos, enviando-os para o interior da Terra de Santa Cruz como missionários.

Os primeiros Capuchinhos chegaram com os Francos, mas depois se instalaram no Nordeste, em 1642. Muitos frades são de origem franca. Bastante ativos, ergueram várias missões ao longo do vale do rio Opará. Devido a essa ocupação missioneira, o Opará passou a ser chamado pelos colonos de rio São Francisco. Mas o início da mineração e a rota dos tropeiros começam a trazer instabilidade à região.

Ordem de Santa Clara: as Clarissas são uma ordem monástica de clausura, criada no século XIII a pedido de São Francisco de Assis. É a Segunda Ordem de São Francisco. O Mosteiro das Clarissas em Évora enviou as primeiras Clarissas à capital colônia, em 1677, instalando-se no Convento do Desterro. A escassez de mulheres brancas na província cria dificuldades para a instalação de outros conventos de freiras. Já também a Ordem das Irmãs Clarissas Capuchinhas, mas esta não chegou à colônia. Hábito: túnica marrom com véu preto

Ordem Franciscana Secular: a ordem tem a missão de reunir clérigos seculares, reavivando a honestidade, a paz e a caridade. Seus integrantes não precisam abrir mão de suas famílias e nem renunciar a suas posses. Foi criada pelo próprio São Francisco de Assis. É a Terceira Ordem de São Francisco. Hábito: túnica cinza, com manto longo e pontudo nas costas.

As fraternidades da ordem são abertas a qualquer cristão, homens e mulheres, que deseja viver segundo o Santo Evangelho. Dante Alighieri é o irmão mais conhecido da Ordem. As fraternidades não são centralizadas, tendo cada uma delas autonomia financeira, administrativa e econômica. Porém, todas seguem uma Regra estabelecida pelo Papa. Na colônia, elas se formaram no século XVII. São raríssimos os membros da Ordem Terceira com Poder Divino.

Além da pobreza, a Ordem herdou de seu fundador o amor pelos animais. Em um aldeamento franciscano na Capitania de Pernambuco, os frades se desesperaram com o ataque de formigas à plantação. Mas como sua crença os impedia de matá-las, recorreram à Câmara.

Os Franciscanos são os principais adversários dos Jesuítas dentro da Igreja. Condenam as empresas agrárias nas quais se transformaram as fazendas da Companhia e atacam os privilégios dados a eles. Mas os próprios mendicantes são alvos de críticas, ao sustentarem suas missões com o trabalho temporário dos nativos. O dinheiro arrecadados por eles é usado para o culto e conservação da capela, para o sustento dos missionários, e em roupas e medicamentos.

A Cruz de Tau: a cruz franciscana é inspirada em uma letra do alfabeto grego, semelhante à cruz. Para Giovanni di Pietro di Bernardone, fundador da ordem, o Tau rep resenta a conversão para uma vida dedicada a ajudar o próximo, o direcionamento da mente para o bem através da luz, da palavra, fa força, do poder e da verdade. Os Franciscanos sempre a usam talhada em madeira.

Cordão de três nós: no lugar do cinturão de couro presente em outras ordens, os Franciscanos usam na cintura um cordão branco com três nós, que representam os votos professados.

Anúncios
Published in: on 11 de janeiro de 2019 at 0:51  Deixe um comentário