ITENS MAGICOS

Bolsas de Mandinga

As bolsas de mandinga começaram a ser usadas a pouquíssimo tempo em Santa Cruz por negros de origens distintas, mas principalmente entre os Fon e Yorubá. Trata-se de um misto de amuleto e poção embrulhado em pano fino, geralmente amarrado ao pescoço.

Nessa pequena bolsa podia haver de tudo: pó, pedras, ervas, sangue, ossos e até pergaminhos com escritos que, reunidos e atribuídos a eles um determinado poder por meio de ritual, dava a seu possuidor a capacidade de fazer magia ou algum tipo de proteção. O que é o mais comum. As bolsas são feitas de pano, quase sempre branco, e servem basicamente para que seus portador não seja ferido.

Cruz de Itapycyrycaá.

A cruz de madeira que fica em frente à capela da Aldeia de Itapycyrycaá, protege todo o terreiro de atividades malignas, impedindo que qualquer demônio se faça presente.

Imagem de Nossa Senhora da Candelária

Imagem localizada na igreja matriz da Vila de Nossa Senhora da Candelária do Ytu Guaçu. Aqueles que participam da missa realizada na igreja saem de lá revigorados, aliviados de toda a Fadiga do corpo.

Imagem de Nossa Senhora de Montserrat

Imagem na capela de Nossa Senhora de Montserrat, localizada no alto do Morro São Jerônimo, na Vila de Todos os Santos. O poder da imagem, ativada pela intensa reza dos fiéis e canalizada pelo padre, é capaz de criar um grande efeito do encanto Ventura.

Imagem de São Miguel

Localizada na capela da Aldeia São Miguel, às margens do rio Tietê. Com rezas fervorosas, em missas cheias, a imagem produz o efeito do encanto de Cura. No entanto, ela só produz esse efeito dentro da capela, não podendo ser transportada para outro local. Pelo menos isso é o que diz os Jesuítas.

Na verdade, o uso da imagem possui um efeito colateral. Toda vez que a imagem é usada para esse fim, um evento negativo ocorre em outro local. Por isso os Jesuítas não só evitam ativá-la como procuram esconder seus efeitos.

Imagem do Senhor Bom Jesus de Iguape

Localizado no altar da igreja de Nossa Senhora das Neves, a imagem é fonte de peregrinação. Antes de compor o altar, os nativos a haviam encontrado na praia em meio a restos de um naufrágio, e perceberam que, não importava em que posição ela fosse colocada, seu rosto sempre acabava se virando ao poente.

Em uma igreja, seu poder é inútil, pois se trata de uma imagem que servia como bússola para os viajantes, sempre mirando o oeste. Seu poder é totalmente desconhecido pelos padres e habitantes da vila. Aqueles que o conheciam provavelmente morreram no naufrágio.

Machados da Lua

Machados utilizados pela mítica tribo dos Cupendiepes, assim chamados por seu formato de lua minguante. Tais machados tem a capacidade de cortar qualquer material sem levar em conta sua absorção. Esse poder não é próprio da arma, mas da pedra com que os Cupendiepes a fabricam, retirada do fundo da montanha onde vivem. Por isso os nativos da região, que sofrem com os ataques noturnos dessa tribo-morcego, anseiam em ter em seu arsenal alguns machados da lua.

Mas o nome do machado vai além de seu formato. A propriedade da pedra mostra sua natureza mística ao só funcionar sob o luar. Por isso os Cupendiepes raramente são vistos em noites de lua nova ou de céu nublado.

Maracá

O maracá é um instrumento musical utilizado pelos xamãs nativos, particularmente os Pajés, formado por uma cabaça na qual são introduzidas sementes ou pedras, funcionando como um chocalho. Sua função é servir como receptáculo de um espírito.

O objeto não tem poder por si só, apenas quando manipulado pelo xamã. É com o poder mágico deste que o instrumento é ativado e consegue manipular a força dos espíritos. Uma vez convocado, o xamã é capaz de fazer pedidos ou perguntas ao espírito.

Os maracás, geralmente usados em par, ficam nas mãos do xamã ou fixadas no chão, muitas vezes com o auxílio de uma flecha, que a atravessava de lado a lado.

Ossos de Anchieta

Os ossos do padre jesuíta José de Anchieta, conforme estudos realizados em Roma com seu fêmur, possuem poderes sagrados. Quem o detém é capaz de realizar os feitos do encanto Meditação.

Anúncios
Published in: on 11 de janeiro de 2019 at 12:59  Deixe um comentário