ORDENS RELIGIOSAS

As ordens religiosas do Vice-Reinado são: os Dominicanos, os Franciscanos (que chegaram junto com os conquistadores), os Agostinianos (que vieram com o Vice-Rei), e os Jesuítas, últimos a chegar, em 1569.

Agostinianos

A Ordem de Santo Agostinho têm importante atividade missionária e possui grande presença no Altiplano. Segue as idéias de Santo Agostinho, que influenciou a Igreja por toda a Idade Média. Dogmáticos e moralistas, combateram as doutrinas cristãs intermediárias e contribuíram no fortalecimento da Igreja Católica a partir do século IV. Pregam a submissão do Estado à Igreja, o domínio da vontade sobre o corpo e a predestinação. Também assumem a existência dos deuses pagãos, colocando-os como demônios que tentam manipular os homens.

Dominicanos

A Ordem de São Domingos esteve na fundação de Arequipa e tiveram importante atuação na criação do Tribunal da Santa Inquisição e na origem da Universidade de San Marcos, ambas em Lima. Seguem de forma livre as idéias de Santo Agostinho, sendo bem próximos dos agostinianos. Além da atividade como inquisidores, são famosos por seus mosteiros, onde os monges dominicanos se dedicam à vida contemplativa e maravilham os fiéis com seu coral. Os dominicanos possuem uma certa rixa com os franciscanos.

Franciscanos

A Ordem de São Francisco se estendeu e superou as outras ordens, sendo responsável pelo convento de Cusco e inúmeras missões na selva. Os franciscanos cultuam a pobreza, a simplicidade da vida e defendem os índios contra a exploração castelhana e lusitana. Foi a primeira ordem a levar a palavra de Deus até o povo. São pregadores não enclausurados. Usam túnica marrom com um pequeno capuz. Por isso, também são chamados de capuchinhos. A ordem, criada no século XIII, não demorou em se afastar da ideologia de seu fundador. Luxo e posses passaram a ter lugar entre os seus líderes. Porém, sempre há um grupo que permanece fiel aos valores da pobreza, que partem ao interior de Santa Cruz como missionários.

Jesuítas

A Companhia de Jesus chegou com novos métodos. Dependem diretamente do General da Ordem, sem passar pelo Rei. Apesar dos conflitos com autoridades reais, civis e eclesiásticas, sempre gozou do favor da Coroa. Fundam casas e colégios, verdadeiros centros missionários. Atuam na arte, na educação e em obras sociais. Responsáveis pelas primeiras reduções indígenas. É a ordem mais influente da colônia. Criada por um ex-militar, no século XVI, seus integrantes possuem espírito aguerrido e língua ferina. A vida militar de seu fundador influenciou os jesuítas, transformando-os em um exército rigidamente disciplinado. Nas missões na selva, não é raro ver um jesuíta empunhando uma pistola para se defender das criaturas da selva. São grandes estudiosos, pois só assim acreditam poder exercer suas funções. Usam a lógica sem paixão, sempre buscam sólidos argumentos e costumam servir de exemplo. Comprometem-se a ir onde quer que lhes seja ordenado, tornando-se o principal instrumento de expansão da Igreja Católica em todo o mundo. Os jesuítas tomaram a direção da juventude colonial nos grandes colégios. Usam túnica preta.

Anúncios
Published in: on 15 de março de 2010 at 1:32  Comments (2)